Monday, April 21, 2014

Souvenir

Sempre que viajo gosto de ao final da viagem comprar uma lembrancinha para levar para casa. Essas lembranças são as mais variadas, hora um ímã de geladeira, uma pelúcia, uma bolsa ou camiseta... Sempre amei ficar um bom tempo nessas lojas de lembranças e artesanatos procurando a lembrança perfeita...

Depois que eu conheci o minimalismo comecei a questionar o papel destas lembranças na minha vida e por que eu não consigo voltar pra casa sem nenhuma dessas lembranças. 

Fiquei ponderando e descobri que faço isso porque de uma maneira ou outra quero eternizar aquele momento. Viagens são sempre marcadas de lazer, paz e alegria, num nível bem superior ao do dia a dia... Assim, sempre que chegava ao final de uma viagem, um sentimento de "não quero que isso acabe" muito forte me consumia e para saciar este sentimento eu consumia lembrancinhas. 

Claro que ao voltar para a casa, em minutos a magia da viagem se vai e ficam as responsabilidades, a rotina e as contas... 

Mesmo com um milhão de lembrancinhas a verdade é uma só: a viagem acabou. 

Então por que compra-las? 


Hoje consigo entrar numa super loja de lembrancinhas e não querer levar nada, pois já sei que mesmo que eu levasse a loja toda a viagem não ia ser eterna. Então me concetro em curtir cada segundo, cada momento mágico, cada sorriso. Gasto o dinheiro em passeios em vez de compras...  

Isso faz a volta pra casa muito mais fácil pois posso dizer que aproveitei ao máximo e não preciso me preocupar em achar um local para expor/guardar/entulhar mais uma tentativa de eternizar um momento que por natureza nunca vai ser eterno...

No comments:

Post a Comment