Thursday, December 12, 2013

Medo


Há um mês comentei com algumas pessoas com quem convivo de um medo grande que tenho... é um medo estranho e difícil de explicar, mas estava me consumindo...

O que seria este medo? Eu tenho medo de sentir saudades do presente... O que eu quero dizer com isso é que eu morro de medo de daqui 10 anos eu sentir saudades do dia de hoje... e ficar pensando, "eu devia ter aproveitado mais!"

Alguém pode dizer, "isso é normal, todos vamos sentir...assim como sentimos saudades da nossa infância e adolescência.." mas a verdade é que eu não sinto saudades da minha infância nem da minha adolescência... não porque elas foram ruins, pelo contrário, não sinto saudades dessas épocas porque eu aproveitei o máximo de cada fase.

Como já escrevi, quando eu era criança eu aproveitei muito, subi em árvore, fui para praia, nadei na enchurrada, mergulhei na lama, etc

E eu curti muito minha adolescência também e é por isso que não sinto saudades dessas épocas...

Mas há um mês comecei a sentir que eu não estava curtindo o suficiente o presente e acho que por isso que comecei a ter esse medo de sentir saudades do presente...

Eu não conseguia dizer na época o que estava me impedindo de estar 100% no presente, mas algo me dizia que podia ser a internet... na verdade não necessariamente a internet, mas o fato de eu estar o tempo todo conectada com outras redes sociais através de Instagram, Facebook, Email, etc, tudo no meu celular, alí, ao meu alcance a qualquer hora...

Então resolvi fazer um teste, tomei 3 decisões:

1- deletei o aplicativo do Facebook e do Instagram do meu celular.
2- configurei meu celular para apenas me mostrar emails novos de hora em hora em vez de em 15 em 15 minutos.
3- parei de tirar fotos de tudo que meus filhos fazem (essa terceira decisão foi baseada nestes dois posts: este da Ingrid [post #6], e esse dos TheMinimalists.)

O que eu descobri com essa experiência?

Eu descobri que eu vivia mais num mundo paralelo (o mundo das redes sociais) do que no mundo da vida real.. eu checava tanto meu email, instagram, facebook, etc.. que eu estava mais no mundo virtual do que no mundo real...

Eu descobri que eu usava meu celular não como uma forma de comunicação, mas como algo para me entreter o tempo todo... Toda vez que a realidade estava chata/parada/sem graça/estressante/triste eu fugia para o mundo virtual para fugir do momento... para esquecer do problema, para não precisar enfrentar aquilo que eu estava passando.. 

Eu descobri que ao tirar fotos de tudo o que meus filhos fazem eu acabava perdendo o mesmíssimo momento que eu estava tentando eternizar... Esse foi o ítem mais difícil de cumprir... Fiz tantas coisas legais com as crianças no último mês (como leva-los para uma fazendinha onde eles podiam andar de cavalo, dar comida para os animais, brincar numa super casa na árvore de 4 andares!!!) que foi muito difícil não tirar fotos, e mais difícil ainda não postar essas fotos na internet...

Eu descobri que cada vez que eu postava uma foto na internet (instagram ou facebook) se tornava pra mim mais importante ter os "curtir" das pessoas do que realmente curtir aquele momento que estava alí na minha frente...

Eu descobri que depois de um mês não fazendo posts nestas redes sociais de cada minuto da minha vida e também não estando o tempo todo checando meu celular pra ver os últimos updades dos outros eu não sinto mais medo de sentir medo do presente...

Como eu estive presente de corpo, alma e mente em cada coisa que aconteceu neste último mês eu não tive o sentimento de que o tempo passou "e eu não estava lá"... porque eu estava!

E esse sentimento de saber que estive presente em cada momento é maravilhoso. 

Eu não deletei nenhuma das minhas contas (nem do face nem do insta) e isso também não quer dizer que eu não entrei em nenhuma delas durante a semana. Eu entrei sim algumas vezes no face... um dia as crianças já estavam dormindo, eu já tinha feito tudo o que eu queria fazer mas estava sem sono, então entrei no site do facebook (e nao o aplicativo) e curti aquele momento facebook...

Por agora, isso tudo me fez tão bem que vou continuar... 

Na verdade, se for pra mudar algo, é que vou tirar sim fotos dos meus filhos. Mas vou parar de ficar tentando tirar a "foto perfeita" e vou simplesmente capturar aquele momento, seja como for...


No comments:

Post a Comment